Você está em Consumidor final

Confira Algumas Dicas Para Ter Um Controle De Estoque Eficiente

Confira algumas dicas para ter um controle de estoque eficiente

O estoque é uma parte importante da empresa, ele é um banco de valores que está localizado o patrimônio em produtos. Para que se tenha uma gestão de estoque eficiente, é necessário que as ações sejam bem executadas. Uma ação simples pode fazer toda diferença no resultado. Por isso, a gestão deve ser tratada com muita atenção. Seguem algumas dicas para auxiliar a gerenciar o estoque de maneira eficiente.

1- Capacitação dos funcionários

Para que um estoque seja eficiente é necessário que haja ferramentas adequadas e funcionários engajados no trabalho. Quando se tem todos os melhores recursos de controle e de ferramentas e não há um resultado positivo, o problema pode ser a mão de obra.  Esse problema, geralmente, é causado por três fatores: ausência de capacitação, de motivação ou  de honestidade.

A ausência de motivação pode ser feito por meio de um estudo em conjunto com o setor de recursos humanos, para poder entender o porquê da desmotivação e as medidas que deverão ser tomadas para que os colaboradores fiquem engajados com o trabalho. Para a ausência de capacitação são necessários palestras e cursos para qualificar melhor os funcionários. Por fim, a ausência de honestidade é bem mais complicada e a solução mais viável é ter a comprovação que realmente há colaboradores com essas características e procurar novos que estejam realmente interessados em fazer parte da equipe.

2- Gestão de entrada e saída

É imprescindível controlar as movimentações que são realizadas, ou seja, registrar tudo o que entra e sai do estoque da empresa. Isso é muito importante, porque o controle fornece as operações realizadas, identificação do giro dos materiais dentro do estoque, fiscalização das devoluções e trocas, como também, possibilita ter uma base histórica para conceber a previsão da demanda.

As movimentações devem ser registradas em um documento de estoque. Esse documento fornece informações sobre o histórico de consumo, a entrada e a saída dos produtos e a evolução dos preços. Alguns exemplos desses documentos são: documento entrada (nota fiscal anexada ao pedido de compra), documento de saída (nota fiscal anexada ao pedido de venda), requisição de materiais (é um instrumento de retirada de produtos junto ao estoque, que não são relacionados à ordem de produção. Cada setor que precise de algum produto deve preencher esse documento. Nele precisa constar a assinatura do requerente ou da chefia), ordem de produção (reporte de produção).

3- Sistema de Gestão

A tecnologia se aperfeiçoa a cada dia. Para atender à área de negócios ela se desenvolveu consideravelmente. A implementação de um sistema que auxilie na gestão do estoque possibilita mais agilidade, maior produtividade, redução de erros e retrabalhos, como também, redução de custos, mais segurança e confiabilidade para a realização das atividades.

Controlar o estoque por meio de planilhas não é muito ágil e seguro. Hoje, há uma infinidade de sistemas no mercado para ajudar nesse controle e eles são de acordo com as necessidades da empresa. Para ter uma gestão mais confiável, pesquise ferramentas e escolha a mais adequada com a demanda.

4 - Inventários cíclicos

Diversas empresas utilizam o inventário anual para conferir os itens no estoque. Isso é  importante para ajustar os saldos em estoque dos produtos, quando for necessário, e para monitorar se os desvios nos saldos estão dentro de padrões aceitáveis.

Há também o inventário cíclico, ele auxilia, de forma mais ágil, na detecção de falhas que levam à discrepância do que realmente tem no estoque com o que aponta o sistema. Além disso, ele facilita encontrar as causas para essa discrepância, como também, medidas para solucionar o problema. 

5- Indicadores de desempenho

A partir das análises das entradas e das saídas podem ser encontrados resultados importantes, como a curva ABC e o giro de mercadoria. Esses resultados ajudam a fazer a previsão de demanda e, assim, possibilitam a compreensão do comportamento do consumidor em determinados períodos. Essa previsão não é 100% certa, porém é confiável o bastante para o comprador faça a aquisição das mercadorias baseando nela. Assim, o risco do estoque ficar cheio de produtos que não serão vendidos facilmente ou deixar de atender pedidos por falta de itens é diminuído ou praticamente eliminado.

Ter um estoque eficiente é um dos passos fundamentais para o sucesso da empresa.

Lista de produtos
Comprar toda lista